domingo, 1 de janeiro de 2012

Aconteceu em 2011 - Sentimento Sertanejo




O ano de 2011 foi marcado por alguns acontecimentos que destacaram o cenário sertanejo. Vou fugir um pouco da forma padrão que todas as retrospectivas normalmente são feitas.

2011 ficará registrado como o ano de grandes revelações e destaques e também como um dos momentos em que mais se regravou músicas do nordeste. E isso com certeza geraram alguns hit´s de sucesso e uma onda de se fazer sucesso a qualquer custo o famoso “vamos regravar esta música, pois deu certo com fulano, vai explodir essa com ciclano” e com isso começou um verdadeiro declínio musical.

Houve grandes gravações de DVD´s como os “30 anos de carreira de Teodoro e Sampaio", o primeiro DVD de Inezita Barroso, após anos de carreira, Pedro Bento e Zé da Estrada, Chitãozinho e Xororó. Destaque para Marcos e Belutti, Fernando e Sorocaba, Michel Teló, Gusttavo Lima, Humberto e Ronaldo, entre outros.

Não podemos esquecer a evolução da cantora Paula Fernandes, Michel Teló com a música “Ai Se Eu Te Pego”, Luan Santana explodindo as paradas musicais e a polêmica do plágio após o lançamento da música "Nega".

Também foi o ano das separações, destaque maior foi à briga que acabou gerando um anúncio público do fim da dupla Zezé di Camargo e Luciano, entre outras. E também de reconciliações, que ficou por conta da volta de Edson e Hudson.

E quando acreditávamos que estava se encerrando um ciclo, onde a maioria dos comentários era negativa ao segmento sertanejo. Os “Brutos, Rústicos e Sistemáticos”, lançam um novo projeto de trabalho que recebeu o nome de Lado A e Lado B, um verdadeiro estouro musical e uma enorme promessa para 2012. Um CD composto por 40 músicas sendo um lado apenas com músicas caipiras, onde se conservou a tradição e a originalidade da música sertaneja e o outro lado com músicas mais comerciais, porém com todo diferencial que é marca registrada de João Carreiro e Capataz, que usaram de originalidade e arranjos impecáveis e muito diferentes do que estava sendo lançado e com 90% de composições próprias e regravações renomadas de grandes nomes da música sertaneja, sem contar as participações especiais de Matogrosso e Mathias, Rionegro e Solimões, Juliano César entre outros.

De uma forma bem clara e objetivo, João Carreiro e Capataz mostraram que chegaram para fazer a diferença no mercado musical sertanejo e também que são capazes de quebrar barreiras e preconceitos e fazer música de boa qualidade sem serem apelativos.

Um comentário:

  1. E que venha 2012!!!! Com muito sucesso pra quem merece!

    ResponderExcluir